Quarta, 01 Dezembro 2021
Cida Moreira
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Cida MoreiraPaulistana, iniciou os estudos de piano na infância e, desde então, como cantora, em programas de rádio.
Adolescente, muda-se com a família para Londrina (Paraná) e, de volta a S. Paulo, forma-se psicóloga, profissão que exerce por pouco tempo, já que a música e o teatro determinaram a sua escolha.

No final dos anos 70, já cantora e atriz, é convidada a integrar o grupo teatral Ornitorrinco, em peça com músicas de Brecht e Weill.

A ousadia inovadora de Cida, já no disco de estreia, Summertime (1981), com clássicos de jazz e blues, trazendo o diferencial de ser em vinil lilás, e, pela primeira vez, a versão censurada de Geni e o Zepelim, de Chico Buarque, virou marca registrada dos que se seguiram, sempre com boa aceitação de crítica e público: Abolerado Blues (1983); Cida Moreira (1983); Cida Moreira interpreta Brecht (1988); Cida Moreira canta Chico Buarque (1993); Na Trilha do Cinema (1997) e Uma Canção pelo Ar... (2003).

Em multimédia, Cida atuou em cinema O Olho Mágico do Amor (1998, de José Antonio Garcia) e Vila Belmiro (2003, de Gilson Santos); novela (Estrela Guia, 2001, TV Globo) e espetáculos musicais (Bilbao Cabaret (1989, com direção de José Possi Neto) e Porter à Porter (1990, dirigido por Sergio Mamberti).

www.myspace.com/cidamoreira

 
Com o financiamento de:
logos_pie_cores